SOJA: MOCINHA OU VILÃ?

A soja é uma das fontes mais proteicas do reino vegetal, ela é considerada um alimento funcional pela OMS (Organização Mundial de Saúde), isso significa que é um alimento que traz benefícios para a nossa saúde. Estudos recentes mostram que a soja previne o câncer de mama, de útero e próstata se consumida desde a infância.

Há aproximadamente 30 anos, acharam um composto bioativo chamado isoflavonamuito parecida estruturalmente com o estrogênio. Realizando estudos na época, utilizaram quantidades excessivas de isoflavonas em animais e esses desenvolveram algumas anomalias hormonais. Atualmente foram realizadas revisões bibliográficas relacionando a soja/isoflavonas com disfunções hormonais ou/e prejuízos à saúde humana e não foi encontrada nenhuma relação do consumo de soja com distúrbios hormonais em humanos - desmentindo o boato de que o consumo de soja frequente estaria relacionado a antecipação da puberdade, ginecomastia (crescimento de mamas em homens) e etc.  

O Brasil, China e os Estados Unidos são os maiores produtores de soja do mundo e para efetuar essa produção em larga escala, criaram o grão da soja transgênico. Mas afinal o que é grão transgênico? É um grão modificado geneticamente para suportar mais agrotóxico. Por eles serem muito resistentes acabam tendo muito agrotóxicos, substância que causa diversos malefícios para nossa saúde, inclusive o câncer.

Minha sugestão é sempre optar pela soja/tofu ORGÂNICO, ou caso não tenha acesso pelo NÃO transgênico. Esse possui agrotóxico, mas o agricultor segue um manual de boas práticas agrícola para obrigatoriamente usar menos. Esse cultivo se assemelha ao do arroz e feijão.

 

E qual a melhor opção para incluir no dia a dia?

 

PTS (proteína texturizada de soja)

É um produto ultra processado e contém muitos aditivos químicos na composição, logo não recomendo o consumo frequente. Mas para substituir carne moída em refeições e aumentar o aporte proteico em atletas, por exemplo, é uma boa opção.

 

Soja em grãos

O sabor é mais forte, porém quando bem utilizada pode ser um aliado na cozinha. O grão após cozido pode ser misturado com tomate, cebola roxa, aipo, e pimentões e virar uma saladinha por exemplo. Também pode ser base para muitas pastinhas, gosto de bater no processador com cenoura, cebolinha, salsinha e ervas desidratas fica uma delicia.

 

Tofu

É o queijo da soja, super proteico, baixo teor de carboidrato e médio teor de gordura. Também é um aliado na cozinha, por conter um sabor suave pode ser a base para vários patês proteicos de azeitona, tomate seco e ervas finas. Pode ser recheio de quibe, quiche e empadões, ser feito grelhado, mexido, assado, ensopado. Principalmente o tofu defumado substitui super bem o “frango desfiado” em preparações ou “bacon” na feijoada.

 

Tempeh

É a soja fermentada, tem sabor mais intenso, mas quando bem temperado, marinado e grelhado fina incrível.

 

Leite de soja

Perfeito para shakes, mingau e vitaminas. Oriento que escolham a opção com menos ingredientes do mercado. 

 

Concluindo, já foi desmistificado todos os possíveis malefícios da soja, diversos estudos com revisões bibliográficas comprovaram que o grão é um alimento saudável para todas as faixas etárias e não causa alterações hormonais em humanos. Logo, podem consumir todas as sugestões acima sem medo e aproveitar todos os nutrientes desse alimento!

E você, como gosta de preparar sua soja?

 

Texto escrito por Camille Dutra