PRODUTOS PRA VOCÊ CONSIDERAR TIRAR DA ROTINA

Imagem: Justin Hofman

 

A gente já falou de alguns produtinhos que fazem parte da rotina de tanta gente que não faz ideia do impacto que esses itens tão simples e usuais podem gerar no meio ambiente, mas a lista é longa então se prepara que aqui vamos te passar mais algumas dicas de produtos que devem ser evitados ou substituídos sempre que possível.

 

ALGODÃO

O algodão transgênico (tradicional) é um dos produtos que exige o maior uso de agrotóxicos do planeta, sendo responsável por um percentual aproximado de vinte e cinco do uso total de defensivos, ou seja, é MUITA coisa. Pra ter uma ideia, para 500g do produto, se utilizam 150g de pesticidas e outros químicos - e isso acaba poluindo e intoxicando solo e água desenfreadamente. Esse material, que é usado em praticamente 40% de todas as roupas feitas no mundo, além de exigir muita água no processo produtivo, ainda utilizam de 2kg de combustíveis fósseis e quase 3000 litros de água por fabricação (WATERFOOTPRINT ORG, 2019) - assustador, né?

 

Leia também: NUVEM DE GAFANHOTOS, AGROTÓXICOS E AQUECIMENTO GLOBAL

 

Como não contribuir para essa exploração de recursos então? Considere primeiramente repensar a consciência do seu consumo. Você realmente precisa de uma roupa nova? Seu cuidado com o que tem atualmente está fazendo as roupas durarem como podem? Você sabe de quem está comprando mesmo?

Se for algum item necessário, opte pelo algodão orgânico sempre que possível (no seu processo produtivo são usados menos químicos), e escolha por roupas de algodão 100% (a qualidade contribui para que esse item tenha uma durabilidade maior, mas lembra que o teu cuidado é fundamental para essa conservação).

Já nos cuidados com a pele, os discos de crochê e tecido que viraram moda uns anos atrás não surgiram a toa - eles desempenham o papel do algodão de forma muito semelhante mas muito mais consciente quando o assunto é higiene. ;)

 

Imagem: www.ecycle.com.br

 

HASTES FLEXÍVEIS

As hastes comumente conhecidas como cotonetes seguem a mesma problemática pelo uso do algodão nas extremidades, mas além disso, eles causam ainda mais impacto com o descarte indevido desse produtinho feito de algodão e plástico. Esse item tão simples e óbvio na nossa rotina foi o sexto material mais encontrado em praias européias em 2016 (MARINE CONSERVATION SOCIETY, 2017). 

Como substituir? Primeiro é importante pensar se para o seu uso, ele realmente é essencial e, se sim, existem algumas marcas optando por substituir o plástico por papel nas hastes, então a dica é ir em busca delas. Não resolve por completo o problema, é claro, mas minimiza na medida do possível.

 

Imagem: Ekological

 

PASTA DE DENTES

Que a pasta de dente tem um monte de componente que a gente nunca ouviu falar tu já sabe, mas para além dos químicos normalmente utilizados, as pastas com promessas milagrosas e alguns diferenciais superficiais que buscam reconhecimento no mercado acabam por utilizar de microesferas de plástico nas suas composições (aquelas que dão uma sensação semelhante a uma esfoliação na boca, sabe?), e o resultado é o esperado: contribuem para as milhões de toneladas de microplástico que vão diretamente aos oceanos mesmo passando por redes de tratamento. Essas esferas não são biodegradáveis e se acoplam a outros químicos e geram um impacto gigante na vida marinha e consequentemente aos que seguem contribuindo na sua exploração

Para evitar, basta ficar ligado no rótulo da embalagem e ver se o plástico aparece presente por ali (cuidado com os disfarces do microplástico tais como polyethylene ou polypropylene, hein) e sempre que possível optar pelas marcas e produtos mais naturais - seguindo recomendações de um profissional autorizado.

 

Imagem: Dermafolium

 

Isso só mostra o quanto informação é importante, né? Estamos tão acostumados a utilizar esses produtos, que acabamos nem nos questionando sobre a fórmula ou o processo que o mesmo passa. Mas eles podem ser muito prejudiciais pro meio ambiente! Pode não ser fácil mudar tudo de uma vez só, mas fazendo pequenas trocas e procurando soluções mais conscientes/ecológicas pro teu dia a dia, a mudança acontece.

 

Texto escrito por: Vegalizai

 

Voltar para o blog