COMPOSTOS BIOATIVOS, OS TAIS ANTIOXIDANTE, O QUE PODEM FAZER POR VOCÊ?

O corpo humano é uma máquina perfeita e todas as engrenagens precisam estar bem ajustadas! Como acontece em todo maquinário, a manutenção e limpeza são essenciais para manter seu bom funcionamento. No nosso organismo isso também precisa ocorrer, e, praticamente todos os processos metabólicos que acontecem nele acabam produzindo algumas “sobras”, entre elas, o que chamamos de radicais livres. O simples fato de respirar gera radicais livres, e muitos outros fatores também colaboram para sua produção, como a poluição, tabaco, medicamentos, aditivos artificiais presentes em alimentos processados, stress, entre outros. Por ser um processo natural do organismo, não há como fugir da produção dos radicais livres, porém, quando está em excesso, podem causar danos às células, provocando envelhecimento celular precoce, afetando o sistema imunológico e até propiciando o surgimento de células cancerígenas.

 

Leia também: Proteína animal e o meio ambiente, qual a relação?

 

Para auxiliar no controle e equilíbrio dos radicais livres, entram em ação os tais antioxidantes! Eles são compostos bioativos, encontrados prioritariamente nos alimentos de origem vegetal e que tem como ação principal neutralizar grande parte dos radicais livres, minimizando sua ação nociva no organismo e auxiliando na prevenção do envelhecimento.

Os antioxidantes estão presentes na maioria dos vegetais, principalmente nos mais coloridos, de cores fortes como o verde escuro, o alaranjado, vermelho, amarelo, roxo e rosa. Muito deles são pigmentos que protegem os vegetais de agressores externos como animais, fungos, bactérias, calor, sol e outros. A ciência vem descobrindo que essas substâncias também exercem as mesmas funções de proteção no corpo humano. Portanto, quando falamos na importância de uma alimentação colorida, diversificada e natural, estamos pensando no aporte de todos esses compostos bioativos e antioxidantes.

Para os atletas e praticantes de atividades físicas uma dieta rica em alimentos fontes de antioxidantes é fundamental pois a atividade física aumenta a produção de radicais livres devido ao maior gasto energético e consequente maior oxidação dos substratos energéticos. O acúmulo de radicais livre e toxinas (metabólitos secundários) produzidas pelo metabolismo celular no interior das mesmas pode levar à alterações do PH intracelular o que, por sua vez, é uma ameaça ao rendimento do atleta, aumentando os níveis de fadiga. O consumo adequado de antioxidantes além de ser uma estratégia eficiente para combater ou adiar a fadiga no esporte também, comprovadamente, garante melhor recuperação e aumento na performance.

 

Texto escrito por: Ale Luglio, nutricionista especializada em nutrição vegetariana.

 

Voltar para o Blog