0

Seu carrinho está vazio

Bairros verdes também melhoram a saúde do coração

setembro 20, 2021

Morar em regiões urbanas com maior cobertura de áreas verdes pode reduzir o risco de doenças cardiovasculares, tanto em áreas predominantemente mais verdes quanto naquelas que foram aumentando suas áreas verdes ao longo dos anos. Essas foram algumas das conclusões de um estudo que analisou a associação entre espaço verde urbano e doenças cardiovasculares. 


O estudo acompanhou 243.558 indivíduos a partir dos 65 anos da Medicare, programa federal de seguro saúde nos Estados Unidos, que moravam na mesma região de Miami, no período de 2011 a 2016. Os registros foram usados para avaliar a saúde cardiovascular, incluindo infarto do miocárdio, fibrilação atrial, insuficiência cardíaca, isquemia cardíaca, hipertensão, acidente vascular cerebral e ataque isquêmico transitório.


Os quarteirões foram classificados conforme suas áreas verdes como baixo, médio ou alto, usando imagens de satélite para avaliar a quantidade de luz solar e infravermelha refletida da superfície da Terra. A clorofila das plantas normalmente absorve a luz solar e reflete a luz infravermelha próxima, portanto, a medição de ambos indica a quantidade de vegetação do local. 


Os pesquisadores analisaram a quantidade e as possibilidades dos participantes desenvolverem doenças cardiovasculares, com base na classificação dos quarteirões. Primeiro compararam a saúde cardiovascular entre aqueles que vivem continuamente nas áreas classificadas como alta e baixa durante o período de 5 anos. Os residentes nas áreas altas tiveram 16% menos chances de desenvolver uma nova doença cardiovascular em comparação com aqueles moradores das áreas baixas. Entre os participantes que desenvolveram alguma condição cardiovascular durante o acompanhamento, aqueles das áreas altas tiveram 4% menos doenças comparados aos moradores de uma área verde com classificação baixa. 

Então, os pesquisadores compararam a saúde do coração em participantes cuja vizinhança se tornou mais verde ao longo do tempo com aqueles que continuaram vivendo em áreas com pouca vegetação. Aqueles que vivem em locais que aumentaram sua cobertura de área verde de baixa em 2011 para alta em 2016, tiveram 15% menos chances de desenvolver novas doenças cardiovasculares. Entre os participantes que desenvolveram alguma condição cardiovascular durante o acompanhamento, aqueles cuja vizinhança se tornou mais verde desenvolveram 9% menos doenças cardiovasculares em comparação com os moradores de locais urbano continuamente pobre em vegetação. 


Segundo os autores, diversos fatores podem ser responsáveis por esses resultados, entre eles as pessoas que vivem em áreas mais verdes podem fazer mais exercícios ao ar livre e têm a possibilidade de modular o estresse de forma mais eficiente por estarem cercadas pela natureza. E, também, um local com mais vegetação fornecer proteção contra a poluição do ar e sonora. 


Esse estudo nos deixa uma reflexão: políticas de intervenção de planejamento urbano que aumentam a cobertura de espaços verdes urbanos e o plantio de árvores estão associados a diversos benefícios e oferecem um investimento de custo relativamente baixo para melhorar a saúde e o bem-estar. Nos Estados Unidos, pelo custo de uma visita ao pronto-socorro por causa de infarto do miocárdio, árvores poderiam ser plantadas em um bairro com 100 moradores e prevenir dez doenças cardíacas neste grupo.

Referência


1, Texto baseado no artigo Green neighbourhoods linked with better heart health. European Society of Cardiology. Disponível em https://www.escardio.org/The-ESC/Press-Office/Press-releases/Green-neighbourhoods-linked-with-better-heart-health> acessado em 09 de setembro de 2021.
Medicare is a US federal health insurance programme. For more information visit: https://www.medicare.gov/what-medicare-covers/your-medicare-coverage-choices/whats-medicare.

 



Ver outros artigos

O que você precisa saber antes de se tornar vegetariano
O que você precisa saber antes de se tornar vegetariano

maio 11, 2022

VIREI VEGETARIANO E COMECEI A SENTIR MUITA DISTENSÃO ABDOMINAL! É NORMAL?!
VIREI VEGETARIANO E COMECEI A SENTIR MUITA DISTENSÃO ABDOMINAL! É NORMAL?!

fevereiro 21, 2022

CINCO MOTIVOS PELOS QUAIS AS PESSOAS DESISTEM DAS SUAS DIETAS
CINCO MOTIVOS PELOS QUAIS AS PESSOAS DESISTEM DAS SUAS DIETAS

fevereiro 15, 2022