0

Seu carrinho está vazio

A influência da suplementação de creatina no funcionamento cognitivo de vegetarianas e onívoras

julho 26, 2021

O presente estudo, duplo-cego, examinou a influência da suplementação de creatina nacognição humana, comparando a resposta de mulheres adultas vegetarianas e onívoras.

A creatina é encontrada principalmente na carne, peixes e outros produtos animais, e os níveis de creatina muscular são conhecidos por serem mais baixos em vegetarianos. Esses estudos sugerem que em termos de exercícios eles se beneficiarão com a suplementação de creatina.

Embora 95% do total de creatina seja encontrado no músculo esquelético, altos níveis também são encontrados no coração,cérebro e testículos. Com isso surgiu o interesse de investigar além da parte muscular/ esportiva.

A literatura encontrou alguns benefícios no funcionamento cognitivo com a suplementação de creatina:

1. Melhora do funcionamento cognitivo em idosos com suplementação de creatina por 6 semanas.
2. Benefícios em indivíduos com fator de risco genético para a doença de Alzheimer.
3. Efeito positivo no humor e na cognição em indivíduos que foram privados de sono por 24 horas.
4. Uma revisão concluiu que em paradigmas experimentais de doenças neurológicas, a suplementação com creatina pode reduzir a perda neuronal.
5. A suplementação de creatina está começando a ser considerado para distúrbios neurodegenerativos.

 

Métodos/ Suplementos

Foram recrutadas, graduadas do sexo feminino (n 121), com idade média de 20 anos. Nenhuma estava consumindo suplemento de creatina e todas relataram que estavam em boa saúde. Dois grupos foram estabelecidos: Onívoras (n 51) e veganas ou vegetarianas (n 70).

Aleatoriamente e sob um procedimento duplo-cego, 70 mulheres consumiram placebo e 71 a creatina monohidratada 20 g/ dia, o suplemento foi oferecido na forma de comprimidos de 5 g durante 5 dias.

As mulheres que consumiram os comprimidos em casa, tiveram a recomendação de espaçar seu consumo ao longo do dia, em um momento com o estômago vazio para facilitar a absorção. O placebo era uma glicose em comprimido com tamanho e aparência semelhantes.

No procedimento, uma bateria de testes cognitivos foi realizada duas vezes, sendo uma antes e outra depois de consumir os suplementos:

1. Teste de memória: Evocação de palavras; uma lista com substantivos foi criada e eram apresentadas por 2 segundos, após a apresentação, as participantes escreviam o máximo de palavras memorizadas.

Resultado:A creatina influenciou a lembrança da lista de palavras. Nos primeiros 4 dias a memória das vegetarianas e onívoras eram semelhantes, após 4 dias consumindo o suplemento de creatina, a memória era melhor em vegetarianas.

 

2. Teste de tempo de reação: Em um painel, oito lâmpadas foram dispostas em um semicírculo 140 mm a partir de um botão central (tecla home). O dedo indicador foi colocado na tecla home e as participantes o mais rápido possível, moviam a mão da chave para um botão abaixo da luz, que ao ser pressionado apagava. Os tempos de reação de escolha foram registrados quando duas, quatro ou oito lâmpadas podiam ser acesas, no total, quarenta testes foram executados.

Resultado: O tempo de decisão e o tempo de movimento não foi influenciado pela suplementação de creatina ou estilo alimentar. No entanto, naquelas que estavam consumindo o placebo, o desempenho foi mais variável quando testado uma segunda vez. Já o suplemento de creatina foi associado com um desempenho semelhante em ambas as ocasiões. Este efeito ocorreu independentemente de ser vegetariana/onívora.

 

3. Vigilância: Tarefa de processamento rápido de informações, um computador gerou uma série de dígitos, a uma taxa de 100 dígitos / min por 5 min. As participantes pressionaram a barra de espaço quando detectaram sequências alvo de três dígitos ímpares, ou três dígitos pares consecutivos. Oito desses as sequências foram apresentadas a cada minuto.

Resultado: A suplementação não atingiu significância estatística.

 

4. Fluência verbal:Foi usado um teste de associação de palavras orais controladas, as participantes tinham que nomear o máximo de palavras possível, em 1 min, começando com uma determinada letra do alfabeto, excluindo nomes próprios, números e a mesma palavra com um diferentesufixo. Antes de consumir os suplementos, elas receberam as letras C, F e L e depois de consumir os suplementos, receberam as letras P, R e W.A pontuação analisada foi a soma de todas as palavras aceitáveis.

Resultado: não significativo.


Discussão

A presente descoberta apoia a visão de que o status de creatina cerebral pode influenciar no funcionamento psicológico, já que a suplementação influenciou na memória e na decisão de parte da amostra.

Porém, na linha de base, a memória não diferia dependendo do estilo de dieta, então, qualquer hipótese de deficiência de creatina em vegetarianos não influenciou a memória, ao invés disso, descobriu-se que vegetarianos são mais sensíveis à suplementação com creatina.

 

No entanto, o presente e anteriores relatórios mostram que a suplementação influencia no funcionamento cognitivo e a evidência de que a suplementação de creatina tem influência na fisiologia cerebral básica.

Conclui-se que novos testes mais aprofundados são necessários.

 

Reconhecimentos

Não houve conflitos de interesses.

 

REFERÊNCIA: Benton D, Donohoe R. The influence of creatine supplementation on the cognitive functioning of vegetarians and omnivores. Br J Nutr. 2011 Apr;105(7):1100-5. doi: 10.1017/S0007114510004733. Epub 2010 Dec 1. PMID: 21118604.

 



Ver outros artigos

Qual o impacto da Mother no mundo em 3 anos de existência?
Qual o impacto da Mother no mundo em 3 anos de existência?

setembro 22, 2021

Bairros verdes também melhoram a saúde do coração
Bairros verdes também melhoram a saúde do coração

setembro 20, 2021

Como ter uma cozinha plant-based prática e saudável
Como ter uma cozinha plant-based prática e saudável

setembro 13, 2021